21.05.2010 | Saiba mais sobre a Andiroba

A semente da andiroba, que é coletada quando os frutos caem no chão, possui um óleo conhecido na região como “azeite de andiroba”. Ele é utilizado na indústria de cosméticos em óleos corporais, cremes, hidratantes, xampus, condicionadores, loções e géis. Os indígenas também usam o óleo em uma mistura com corante de urucum e passam no corpo para repelir insetos e proteger-se do sol. Algumas indústrias de vela também usam o produto na fabricação, pois acredita-se que o cheiro da vela queimada também repele os insetos.

A andirobeira possui porte grande com crescimento rápido, chegando a medir até 30 m de altura,casca cinzenta, amarga e grossa. Espécie de grande valor pela abundância e teor oleaginoso de suas sementes e largo uso de sua madeira. Folhas compostas, com pecíolos longos, alternas, com 30-60 cm de comprimento e até 50 cm de largura. Flores pequenas, amarelas e vermelhas, axilares. Frutos, cápsulas globosas deiscentes, com 6-8 cm de diâmetro, no seu interior encontra-se 8-16 sementes, com casca coriácea, furrugínea e polpa branca, tenra, amarga, com 70% de um óleo espesso, de cor amarelo-escuro, excelente para saboaria e iluminação. Uma única árvore pode produzir até 200 quilos de amêndoas em um ano, gerando cerca de sete litros de óleo. A planta ocorre em toda a região Amazônica, nas matas de várzeas ou regiões alagadiças dos rios, às vezes formando pequenas aglomerações. Existe ainda nas Antilhas, Nicarágua, Peru, Suriname, Guianas, África Tropical, Colômbia e Venezuela.

Fonte: Portalamazonia.com

Mais informações você encontrará em http://portalamazonia.globo.com/.






CoelhoProdutos não testados em animais

Gota"Água é um bem limitado e precioso; Economize e divulgue essa mensagem"



  Onde encontrar:
      Visite nossas lojas e pontos de venda.

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
      (+55) 55 2103 3300 de segunda à sexta das 8h30min às 18h30min.